domingo, 17 de Janeiro de 2010

Padre Tati preso em Cabinda-Começou a caça às bruxas!

O Padre Raul Tati, antigo vigário-geral da diocese de Cabinda, foi detido sábado pela polícia angolana, sob a acusação de crime contra o Estado, disse à Lusa o seu advogado, Martinho Nombo. Eram 19h00 locais (18h00 em Lisboa) quando a detenção se verificou, acrescentou Nombo, numa informação entretanto também confirmada ao PÚBLICO pela mulher de um dos outros detidos dos últimos dias, o professor universitário Belchior Lanso Tati.
A repressão sobre todas as pessoas suspeitas de terem sentimentos independentistas já era esperada, desde o ataque da semana passada a um autocarro em que viajava a selecção togolesa para o Campeonato Africano das Nações (CAN 2010).
O padre Tati estava de há muito em conflito com o bispo de Cabinda, D. Filomeno Vieira Dias, que em 19 de Dezembro o suspendera do exercício do "Poder da Ordem", o que significa do exercício do seu ministério sacerdotal.
Tati e outros sacerdotes nunca aceitaram bem a indicação daquele prelado, oriundo de Luanda, para suceder ao entretanto falecido D. Paulino Fernandes Madeca, que tinha fortes sentimentos independentistas, entendendo que Cabinda constitui uma realidade cultural diferente da angolana.
(Lusa/Público)
PS-
Francisco Luemba foi preso hoje as 6h30 em Cabinda‏ Nota As 6h30 de hoje (dia 17 de Janeiro) o advogado e escritor FRANCISCO LUEMBA foi detido pela Policia de Investigação Criminal em Cabinda.
Francisco Luemba foi activista cívico da Associação Mpalabanda e tem sido um defensor acérrimo dos direitos humanos em Cabinda. Francisco Luemba tem sob sua responsabilidade um conjunto de causas de defesa de constituintes acusados contra a segurança de estado que agora ficam sem defensor. Cabinda tem sido palco de processos de falsas acusações de crimes contra a Segurança do Estado por parte do Ministério Público e que devido a tenacidade de advogados como Francisco Luemba e Martinho Nombo os arguidos têm sido absolvidos. Já não restam dúvidas que nas próximas horas Martinho Nombo e Marcos Mavungo serão presos.
Filomeno Vieira Lopes (coordenador da Comissao nstaladora do Bloco Democratico) vifilopes@yahoo.com.br